ABCZ aposta em programa genético

Meta da associação é aumentar entre 25% e 30% os cadastros de produtores de zebu em 2016

A ABCZ (Associação Brasileira de Criadores de Zebu) desenvolve desde 1992 em todas as suas unidades o Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos “PMGZ”. O objetivo é criar fontes, por meio de bancos de dados, para gerar avaliações genéticas de animais jovens e adultos e disponibilizar no mercado informações genéticas consistentes que atestem a performance dos rebanhos. O médico veterinário Frederico Mendes atua como diretor de tecnologia e informação da ABCZ e conta que os animais são classificados quanto às suas características econômicas. “Através de fórmulas matemáticas vamos atestando se os animais são melhores para ganho de peso, habilidade materna ou se é preciso trabalhar a genética inclusive induzindo ao acasalamento”, disse. Segundo ele, a meta para 2016 é orientar os criadores de zebu para que o número de usuários e cadastros cresça em torno de 25% a 30%.

Em 2015, a associação promoveu o “Circuito 100%  PMGZ” e visitou 13 grandes centros levando o programa ao conhecimento dos pecuaristas.  Na prática, todo produtor associado pode ter o programa disponível em sua propriedade. Hoje, a ABCZ conta com 21 mil inscritos podendo já chegar a 22 mil produtores cadastrados.  Frederico Mendes observou que o programa é primordial para fortalecer a pecuária brasileira. Ele revelou que a produção de carne e leite mundial até 2050 precisa aumentar em até 50% para atender toda demanda. “Para isso temos já que trabalhar vários setores para conseguir esse aumento de produtividade e o Brasil hoje seria o país mais indicado a conseguir prover esse aumento. Um dos pilares críticos é a genética e esse programa consegue medir qual a melhor genética e como multiplicar não somente para o Brasil, mas para o mundo”, afirmou. Outras associações, inclusive que lidam com equinos, têm procurado a ABCZ em busca de soluções tecnológicas para melhorar geneticamente seus animais. “Hoje formatamos esse programa no setor de tecnologia da informação da ABCZ e disponibilizamos pacotes tecnológicos para outras associações”, informou Frederico. O Programa de Melhoramento Genético é o maior do Brasil e um dos mais conceituados no mundo com 12 milhões de animais avaliados até o momento.  São cerca de 1 milhão de matrizes cadastradas oferecendo base de cálculos com credibilidade.

O investimento do produtor é o pagamento de uma taxa em número de matrizes paridas. “Esse investimento em genética  muda a realidade das fazendas, melhora o manejo, instalações, as condições de vida e trabalho dos colaboradores,além de aproveitamento da terra gerando ganho ambiental”, finalizou o veterinário.

Fonte: O diario online

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com