ABIEC busca novos mercados para carne bovina em 2017

Países da América do Norte e Ásia serão foco da Associação para negociações de abertura à carne brasileira

O Brasil fecha o ano de 2016 exportando carne bovina para 133 países ao redor do mundo. Mas para a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (ABIEC), esse número ainda pode crescer e novos mercados estarão no foco da entidade para 2017, como Coreia do Sul, Taiwan, Indonésia, Canadá, México e Japão.

De acordo com o presidente da ABIEC, Antônio Jorge Camardelli, a projeção de vendas para estes países da Ásia e América do Norte soma a possibilidade de incremento de 180 mil toneladas ao ano. “São mercados com um preço médio alto para a carne bovina, o que poderia ampliar o faturamento do setor em US$ 1 bilhão por ano”, afirma.

Em 2017, os Estados Unidos também estarão no centro de atenção. Grande conquista de 2016 para o setor, os primeiros embarques de carne in natura ao país tiveram início em junho. Até novembro, a indústria brasileira exportou 525 toneladas ao mercado americano. A expectativa é incrementar esse número, já que atualmente o Brasil tem direito a uma cota – junto com outros países – de 64,8 mil toneladas/ano. “Em 2016, apenas 61% desta cota foi utilizada, o que nos abre uma possibilidade de preencher esta demanda”, ressalta Camardelli.

A União Europeia é outro mercado importante na agenda estratégica da ABIEC para o próximo ano. Em pauta, estarão em negociação a ampliação da área habilitada para exportação, aprovação da Cota 481 e inclusão da carne bovina no acordo de livre comércio entre UE e Mercosul. “Além disso, esperamos chegar a 100% da Cota Hilton, que é de 10 mil toneladas. 2016 foi o melhor ano para a indústria no cumprimento da cota, chegando a 92,9%”, destaca Liège Nogueira, diretora-executiva da ABIEC.

 Exportações em 2016

O avanço do mercado asiático foi um dos grandes destaques positivos no ano para o setor de exportação de carne bovina. Os países da Ásia aos quais o Brasil tem acesso – Hong Kong, China, Filipinas, Malásia, Tailândia, entre outros – foram responsáveis por um faturamento de US$ 1,4 bilhão, um aumento de 30%. O volume embarcado foi de 361 mil toneladas, crescimento de 38% em comparação com o mesmo período de 2015 (jan/nov).

Vale destacar, também em 2016, a retomada das exportações para a Arábia Saudita, em fevereiro último, já que o país havia suspendido o embargo no Brasil no final de 2015. De janeiro a novembro foram embarcadas 25 mil toneladas de carne bovina para a Arábia Saudita com faturamento acima de US$ 98 milhões.

No total, de janeiro a novembro de 2016, o Brasil exportou US$ 5 bilhões (US$ 423 milhões em exportações no mês de novembro). Em volume, com o embarque de 99,6 mil toneladas de carne bovina em novembro, o acúmulo (jan. a nov.) é de 1,3 milhão de toneladas no ano de 2016. Esses números representam um aumento de 1,7% em volume e queda de 6% em faturamento em relação a 2015.

O cenário cambial em queda, com uma leve recuperação em novembro, somado a problemas conjunturais de importantes mercados para a carne brasileira – como Rússia, Venezuela, Irã e Egito, refletiram negativamente nos números de exportação do setor em 2016.

“Devemos fechar 2016 com um faturamento em torno de US$ 5,5 bilhões. Uma análise nos mercados destes quatro países (Rússia, Venezuela, Irã e Egito) apontou que deixamos de faturar aproximadamente US$ 670 milhões neste ano, exatamente o que nos aproximaria das projeções iniciais para 2016”, afirma Camardelli.

 Os maiores mercados de exportação da carne brasileira em 2016:

cid_image002_png01d2547e

A ABIEC em números

Resultados de exportação de carne bovina entre janeiro e novembro de 2016

  • Faturamento: US$ 5 bilhões
  • Total de toneladas: 1,3 milhão
  • Exportação para 133 países
  • Maiores compradores:

o Hong Kong

o União Europeia

o China

o Egito

o Rússia

 Balanço da Pecuária no Brasil (2015)

  • 167 milhões de hectares de pasto
  • Rebanho total de 209 milhões de cabeças
  • 39 milhões de cabeças abatidas
  • Movimentação da cadeia da Pecuária: R$ 483 bilhões
  • Aproximadamente 20% da carne produzida no Brasil é exportada

Sobre a ABIEC – www.abiec.com.br

Criada em 1979, a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (ABIEC) reúne 29 empresas do setor no País, responsáveis por 92% da carne negociada para mercados internacionais. Sua criação foi uma resposta à necessidade de uma atuação mais ativa no segmento de exportação de carne bovina no Brasil, por meio da defesa dos interesses do setor, ampliação dos esforços para redução de barreiras comerciais e promoção dos produtos nacionais. Atualmente, o Brasil produz 10 milhões de toneladas de carne bovina, 20,8% são negociados para dezenas de países em todo o mundo, seguindo os mais rigorosos padrões de qualidade. Na última década, o País registrou crescimento de 135% no valor de suas exportações.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com