Aliança Láctea chega à Câmara setorial

Iniciativa dos Estados do Sul para desenvolver a cadeia produtiva do leite terá assento no Mapa

A Aliança Láctea, iniciativa dos três Estados do Sul para desenvolver a cadeia produtiva do leite na região, vai fazer parte da Câmara Setorial do Leite, do Ministério da Agricultura, um fórum que discute políticas para o setor. A vaga, permanente, será ocupada pelo coordenador geral da Aliança, o secretário adjunto da Agricultura de Santa Catarina, Airton Spies. A informação é da assessoria imprensa da Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca de Santa Catarina.

Em reunião realizada na quinta-feira, 22, em Castro (PR), as lideranças estabeleceram, ainda, que o Programa Leite Saudável, do Ministério da Agricultura, terá o apoio da Aliança, para otimizar os resultados na região.
A intenção do ministério é investir R$ 387 milhões, até 2019, em um conjunto de ações para aumentar a renda dos produtores e melhorar a produtividade e qualidade do leite em Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

A assessoria informa, ainda, que o site da Aliança Láctea passará por reformulações e dará suporte para que as empresas possam fazer o pagamento por qualidade do leite.

O Sul do País produz cerca de 12 bilhões de litros de leite por ano, respondendo por um terço de todo o leite produzido no Brasil. A atividade é desenvolvida por cerca de 300 mil produtores.

Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com