Antonio Renato Prata, o ‘Pratinha’, morre aos 92 anos

O pecuarista Antonio Renato Prata, de 92 anos, morreu na madrugada deste sábado (12), em Presidente Prudente (SP), onde residia. O corpo de Pratinha foi encaminhado para cremação em Londrina (PR). Ele foi um dos fundadores do clube “Os Independentes”, em 1955, responsável pela realização da Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos (SP). “Foi um grande exemplo para todos nós, precursor do nosso clube e dos objetivos que carregamos até hoje em Os Independentes. Sempre será uma referência de profissionalismo, engajamento e vida. Fez muito por Barretos, por Os Independentes e pelo agronegócio nacional”, declarou o atual presidente de “Os Independentes”, Jeronimo Luiz Muzetti.

“Sempre arrojado, Pratinha foi um dos 20 jovens que fundaram Os Independentes em 15 de julho de 1955. Foi também o primeiro a exercer o mandato de presidente do então clube, por ser o autor da ideia inicial. Sempre ligado à pecuária e ao agronegócio, se tornou um dos mais tradicionais criadores de gado zebu do Brasil e também tinha paixão pelo cavalo quarto de milha”, informou o clube “Os Independentes” em nota publicada neste sábado (12).

“A Associação Os Independentes lamenta informar o falecimento de Antonio Renato Prata, um dos fundadores e primeiro presidente do então clube, em 1955. Pratinha faleceu na madrugada deste sábado em Presidente Prudente”, lamentou a entidade em uma rede social. Antonio Renato Prata deixa a esposa Carmelita, a filha Renata e seis netos. Era pai também de Guilherme, que morreu vítima de acidente aéreo em 2013, em Mato Grosso do Sul.

O corpo de Antonio Renato Prata será cremado na cidade de Londrina (PR). “É uma pessoa que deu uma contribuição grande aqui, não só na pecuária, mas em todas as cidades do agronegócio da região. Uma liderança, formou fazendas, empreendimentos. contribuiu na evolução do rebanho bovino, produzindo reprodutores de alta qualidade. Uma pessoa importante e a gente lamenta essa perda”, disse o presidente do Sindicato Rural de Presidente Prudente, Carlos Roberto Biancardi.