Bosch apresenta nova tecnologia para pesagem do gado

Em evento de lançamento em São Paulo, na última quarta-feira (28), a Bosch – empresa alemã sediada no Brasil em Campinas (SP) apresentou ao mercado o xBOv, um sistema cuja função é medir em tempo real o peso do gado no processo de engorda e, através disso, fazer correções necessárias junto ao animal, seja na nutrição ou sanidade, por exemplo.

Empresários do agro, representantes de associações de classe e líderes da cadeia produtiva puderam conhecer o equipamento que consiste em plataforma de pesagem com sensores. Ao passar pelo local – em busca de água, alimentação ou transição de espaço, sem a necessidade de manejo – os dados são coletados e enviados à uma unidade de processamento localizada no campo, que assimila e gera resultados. Todo o equipamento é movido a energia solar, com placas receptoras acopladas. O desfecho da tecnologia é um aplicativo web em que o produtor pode acessar todo o conteúdo gerado, fazendo interações individualizadas junto ao animal.

De acordo com o presidente da empresa na América Latina, Besaliel Botelho, a necessidade global por alimentos vai exigir tecnologias mais precisas na produção e a Bosch tem competência para avançar nesse negócio, já que “inovação faz parte do DNA”, adicionado que isso se mostra com o uso inédito de IoT (sigla em inglês que significa Internet das Coisas) para esse tipo de finalidade. “Não estamos vendendo balança, estamos vendendo tecnologia pura”, diz.

O gerente de Smart Livestock Solutions, Gustavo Ferro, liderou a execução do projeto desde 2014, quando as primeiras pesquisas começaram a ser executadas. Para colocar o produto no mercado, o projeto somou números como: mais de 100 produtores contatados, 30 fazendas visitadas, 50 entrevistas em profundidade com personalidades da cadeia produtiva e mais de 4 mil animais monitorados, que resultaram em mais de 1 milhão de pesagens pelo sistema. “O ditado ‘o que engorda o boi são os olhos do dono’ faz muito sentindo com esse projeto. Acreditamos nisso e estamos disponibilizando uma ferramenta que permite acompanhar a performance, de maneira individualizada durante o período de engorda, para auxiliar o produtor na tomada de decisões”, explica o executivo.

Funcionamento do sistema

O sistema é instalado em um corredor individual que, em casos de confinamento, divide a baia em duas partes, separando o cocho e o bebedouro. Já no pasto, o sistema pode ser instalado em passagem de rotacionados ou na entrada de praças de alimentação. Em ambos os casos, o gado circula livremente e seus dados são obtidos por meio da leitura de um brinco eletrônico (RFID UHF) e enviados para uma rede de dados cada vez que o animal passa pelo corredor.

A partir desse momento, a Bosch processa os dados e fornece indicadores-chave para o cliente. Com a pesagem constante, o administrador consegue verificar, por exemplo, a taxa de ganho diário de peso, a efetividade da dieta, se um dos animais está engordando menos do que deveria, etc. “É a inteligência da informação e a conectividade trabalhando em prol da pecuária brasileira”, reforça Botelho.

O projeto-piloto foi desenvolvido na Fazenda Santa Fé, do empresário Pedro Merola, localizada na cidade de Santa Helena de Goiás (GO). No local, 22 baias são monitoradas e a projeção é de implementar o sistema nas demais 244 até o fim do ano. Além de aprimorar a gestão operacional da fazenda, com o sistema foi possível verificar, em poucos dias de cocho, quais animais apresentam conversão alimentar baixa e que não trazem retorno financeiro. “Com o sistema da Bosch, você sabe a performance que o boi está atingindo em relação aos demais. Isso é um divisor de águas e a reinvenção da pecuária. Nunca na história do mundo, em escala comercial, foi feito isso antes”, diz Pedro Merola, CEO da Fazenda Santa Fé.

Por conta da constante movimentação do gado na balança, toda plataforma fica ancorada em uma base de concreto projetada para facilitar o acesso, garantindo exatidão das informações. Além disso, foram desenvolvidos mecanismos de bloqueio contra impactos externos, de modo que a sujeira e as mudanças climáticas não interferiram na leitura de dados.

Com informações da Assessoria de Imprensa Bosch

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com