Chapa ABCZ Unida apresenta diretor e conselheiros paranaenses

Segundo a Organização das Nações Unidas (FAO), a produção mundial de alimentos deve crescer 70% para atender a uma população estimada em 9 bilhões de pessoas até 2050. Conectada aos desafios que se ensaiam à pecuária, a Chapa ABCZ Unida, encabeçada por Frederico Cunha Mendes, anuncia diretor e os conselheiros do Estado do Paraná que estarão ao seu lado por um Brasil mais produtivo. São eles, Abelardo Lupion, Célio Arantes Heim, José Carlos Romanelli e Ricardo Pulzatto.

Proprietário do tradicional criatório Nelore Beka, o criador Abelardo Lupion é um dos 17 diretores de chapa. Graduado em Direito pela Universidade Mackenzie, ele construiu carreira política seguindo os passos de seu avô, Moisés Lupion, ex-governador paranaense. Mais recentemente, a propriedade entrou para a história da raça Nelore ao importar 1.200 embriões da Índia, em 1998. Os primeiros nascimentos dessa importação ocorreram em 2010, genética em fase de multiplicação para ser democratizada com outros criadores interessados no refrescamento de sangue do zebu predominante na pecuária brasileira.

Lupion foi deputado estadual por seis mandatos consecutivos “Só tenho a agradecer por Fred se abnegar de suas tarefas profissionais para nos representar. É um rapaz jovem e capacitado para administrar uma entidade tão importante como a ABCZ”, diz Lupion.

Conselheiros estaduais – Em todos os estados onde possui Escritórios Técnicos Regionais, a Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) conta com três conselheiros para representá-la. Saiba quem são os pecuaristas paranaenses que representam a Chapa ABCZ Unida:

Ricardo Pulzatto – Administrador da Fazenda Santa Fé, com propriedades no município de Santa Fé (PR) e Jateí (MS), Ricardo Pulzatto cria nelore PO faz duas décadas. É um defensor ferrenho de programas de melhoramento como o PMGZ, que contribuem para melhorar a eficiência da pecuária brasileira. Participou de exposições por muitos anos, mas atualmente concentra esforços na comercialização de touros melhoradores. “O papel principal de um conselheiro é buscar soluções aos associados locais. Trabalharemos em conjunto para estreitar essa relação e incentivar a realização de cursos e outros eventos técnicos na nossa região”, diz o criador.

Célio Arantes Heim – Titular da Fazenda Teresinha, em Ribeirão do Pinhal (PR), Célio é bacharel em Medicina Veterinária pela Universidade Federal do Paraná. É jurado de pista e criador de Nelore há duas décadas. Levado à raça pela profissão, Célio preside o conselho técnico da Sociedade Rural do Paraná, ocupando cargos de influência nos últimos dez anos. “Será uma honra representar a entidade que evoluiu muito em ações técnicas voltadas à pecuária comercial. Novos mecanismos foram implantados no PMGZ e todo o sistema de atendimento foi informatizado”, diz.

José Carlos Romanelli – No Nelore há 25 anos, Romanelli começou na seleção de gado PO para suprir demandas internas por touros melhoradores. Seu plantel é formado por aproximadamente 1.000 animais. Entre suas atividades classistas, já foi diretor da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB), presidente da Associação dos Neloristas do Paraná e diretor da Sociedade Rural do Paraná. “A qualidade genética dos rebanhos paranaenses é muito boa, mas enfrentamos dificuldades que precisam ser levadas à ABCZ”, conclui.

20160413_200122

Fonte: PEC PRESS®

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com