Coluna AgroNotícias, por Maurício Picazo Galhardo

CONVÊNIO
A República da Guiné Equatorial quer firmar um convênio de cooperação com a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio do Instituto Biológico, para realizar o diagnóstico de doenças que afetam o rebanho daquele país, como brucelose, febre aftosa e tuberculose, assim como capacitar mão-de-obra local com modernas tecnologias desenvolvidas pela instituição.

SOROCABA
A integração entre as políticas para garantir acesso da população a uma alimentação de qualidade em âmbito federal, estadual e municipal e fortalecer o sistema de compras públicas da agricultura familiar foram foco dos debates realizados na tarde do dia (1) durante o Encontro Regional de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável, em Sorocaba.

FEIJÃO PRETO
Alguns importadores estão tratando de se desvencilhar dos lotes que adquiriram em junho por valores relativamente altos da Argentina. Na verdade, o mercado tão lento do Brasil nestes últimos 60 dias inibiu um maior volume de comercialização e a consequência foi a queda no valor negociado também a Argentina.

SOJA E MILHO
O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) anunciou, na segunda-feira (7), novas vendas de soja e milho. Foram 180,8 mil toneladas de milho para o México e todo o volume refere-se à safra 2017/18. Da safra 2016/17 foram 206,6 mil toneladas de soja para destinos não revelados. Todas as vendas feitas no mesmo dia, para o mesmo destino e com volume igual ou superior a 100 mil toneladas devem ser informadas ao departamento.

TRIGO URUGUAI
Os cultivos de trigo no Uruguai avançam em boas condições, recebendo dias ensolarados e temperaturas inferiores às registradas ao final de julho. Carolina Silveyra, técnica da Calmer, sinalizou que, na zona de influência de Mercedes, os cultivos avançam em bom estado e que a melhora nas condições climáticas permitem um ingresso no campo para fazer as aplicações de herbicidas e fertilizantes.

MILHO
As cotações do milho seguem em queda no Brasil. Segundo pesquisadores do Cepea, os recuos estão atrelados ao avanço da colheita – e à consequente maior oferta –, à demanda interna enfraquecida e à redução dos preços de exportação, que torna a comercialização mais lenta no Brasil e gera, inclusive, problemas de armazenagem nas regiões com grandes produções.

MANDIOCA
O clima seco limitou o avanço da colheita nas regiões acompanhas pelo Cepea nos últimos dias, reduzindo a oferta de mandioca para a indústria. Do lado comprador, a demanda permaneceu estável, principalmente por conta do menor ritmo de processamento na indústria de farinha.

REFORMAR PARA COMPETIR
Aconteceu no dia 7 o 16° Congresso Brasileiro do Agronegócio promovido pela ABAG – Associação Brasileira do Agronegócio. O tema deste ano obedece à linha de sequência das questões apresentadas e debatidas nos congressos anteriores da ABAG, sintonizado com a ideia da construção de um país moderno com sustentabilidade.

ETANOL
Uma tarifa de 20 por cento para a importação de etanol que exceder 600 milhões de litros por ano deverá ser aprovada na próxima reunião da Câmara de Comércio Exterior (Camex), ao final de agosto, afirmou o diretor-executivo da União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica), Eduardo Leão, na segunda-feira.

CHINA
Os mercados acionários da China avançaram na segunda-feira (7), após perdas no início da sessão, com os investidores apostando que novos dados continuarão mostrando forte crescimento econômico. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,52 por cento, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,54 por cento.