Evaristo novo chefe-geral da Embrapa

O pesquisador Evaristo Eduardo de Miranda é o novo chefe-geral da Embrapa Monitoramento por Satélite (Campinas, SP). A decisão foi anunciada na última sexta-feira (14), pela Diretoria-Executiva. Miranda substitui o também pesquisador Mateus Batistella e terá um mandato de três anos, podendo ser prorrogado por mais três.
O novo chefe-geral é o atual coordenador do Grupo de Inteligência Territorial Estratégica (GITE) e já comandou a Unidade em outros dois períodos. De acordo com ele, o foco de sua proposta é “dotar o Estado e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) de um instrumento estratégico de inovação, inteligência, gestão e monitoramento territorial, para apoiar políticas públicas e privadas e a competitividade do setor agropecuário”.
São quatro os eixos estratégicos previstos pela nova gestão: estruturar sistemas de inteligência territorial para apoiar o desenvolvimento agropecuário regional; criar o sistema de gestão territorial da macrologística agrícola, integrando armazenagem, escoamento da safra aos portos, cabotagem, pontas rodoferroviárias e cargas de interesse; criar sistemas de inteligência, gestão e governança fundiária e agrária para qualificar microrregiões para o programa de mobilidade social no campo e propor clusters de inovação, verticalização e intensificação da agricultura familiar; monitorar o uso, a ocupação e a atribuição das terras e apoiar sua gestão territorial integrada para ampliar seu uso racional em bases territoriais.
“A ideia é promover uma nova etapa de desenvolvimento institucional voltado aos desafios dos agricultores e às demandas da área governamental e privada”, explica Miranda. O novo chefe-geral terá como chefes-adjuntos os pesquisadores Sérgio G. Tôsto, na área de Pesquisa e Desenvolvimento, e José G. Jardine, em Transferência de Tecnologia, além do técnico Luis Gonzaga A. de Souza na área de Administração.

Currículo
Evaristo Eduardo de Miranda é agrônomo, com mestrado e doutorado em Ecologia pela Universidade de Montpellier (França). Pesquisador da Embrapa desde 1980, participou da construção, instalação e direção de três centros nacionais de pesquisa: Embrapa Semiárido, Embrapa Meio Ambiente e Embrapa Monitoramento por Satélite. Realizou e coordenou pesquisas em todos os estados do Brasil, além de dirigir os primeiros programas de estudos agroecológicos e socioeconômicos em propriedades rurais no Nordeste e na Amazônia e seu monitoramento por satélites. Entre várias distinções recebeu o Prêmio do Mérito Agropecuário da Câmara dos Deputados, a Ordem do Rio Branco do Itamaraty e o Prêmio Abril de Jornalismo na Categoria Ciências.
Fonte: Embrapa Monitoramento por Satélite

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com