Fala Carlão faz ampla cobertura do Fórum Nacional de Agronegócio

Presente aos principais eventos do agro brasileiro, o presidente do Grupo Publique, Carlos Alberto da Silva, o Carlão, acompanhou o 6º Fórum Nacional de Agronegócios, promovido pelo LIDE – Grupo de Líderes Empresariais, que reuniu, no sábado (30/9), no Hotel Royal Palm Plaza, em Campinas/SP, mais de 300 participantes, entre lideranças políticas, empresariais e setoriais.

O encontro teve a curadoria do ex-ministro da Agricultura e coordenador do FGV-Agro, Roberto Rodrigues, que conversou com Carlão sobre seu plano para transformar o Brasil em um campeão da segurança alimentar, visto que a OCDE aponta o país como o único capaz de dar resposta rápida à demanda global por alimentos.

Saiba mais no Fala Carlão! 1110: https://www.youtube.com/watch?v=2XVrHkEydyY

O presidente da Embrapa, Maurício Antônio Lopes, revelou ao Fala Carlão que a Embrapa está liderando a próxima revolução na agricultura tropical, a “Intensificação sustentável”. “É o uso dos sistemas integrados, entre agricultura, pecuária e floresta, os ILPFs, e ninguém no mundo pode fazer com a mesma intensidade como o Brasil”, explicou Lopes.

Assista ao Fala Carlão! 1114: https://www.youtube.com/watch?v=CHy1svGAj90

Carlão também conversou diversas lideranças como o secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, o deputado Nilson Leitão, presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, o presidente da Sociedade Rural Brasileira (SRB), Marcelo Vieira, o prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira, a presidente do Núcleo Feminino do Agronegócio, Carmem Perez, Matheus Cônsoli, da Markestrat, o Presidente da Tereos e do COSAG, Jacyr Costa, o Presidente da Asbram Nelson Lopes, o executivo da Trouw Nutrition, Marcos Mantelato, o Diretor da SRB, João Francisco Adrien Fernandes, a presidente da Presidente do Conselho da ABAG Ribeirão Preto, Mônica Bergamaschi, o Vice-presidente da Gocil, Welder Peçanha, o Presidente da Bayer no Brasil, Theo van der Loo, o empresário Maurílio Biagi, o Professor da FGV, Fábio Mizumoto, a advogada Samanta Pineda, além do CEO do Lide, Gustavo Ene, e o ex-ministro e chairman do LIDE, Luiz Fernando Furlan.

Secretário Arnaldo Jardim

O evento foi dividido em três paineis. No primeiro, que discutiu Governança e Sucessão no Agronegócio, o professor Fábio Mizumoto, da FGV, salientou que, para se ter uma transição harmoniosa na sucessão nas empresas é necessário muito tempo de preparação. “O que é preciso é conversar mais, deixar mais claro os critérios ligados a competências e cargos de cada um dos integrantes da família dentro da organização e também intensificar os esclarecimentos sobre o que é o negócio onde a família está atuando, coisa que nem sempre é feita”, observou.

No Painel 2, que abordou a Sucessão nas Empresas do Agronegócio, Shiro Nishimura, presidente do Conselho de Administração da Jacto, fez um relato franco e aberto sobre as várias etapas do processo sucessório na fabricante de máquina agrícolas fundada por seu pai, Shunji Nishimura, na cidade de Pompeia, interior paulista.

Com o tema Sucessão nas Entidades do Agronegócio, o Painel 3 trouxe o relato do processo de modernização da estrutura organizacional da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão – ABRAPA, feita por seu presidente, Arlindo Moura. “Após a análise de diversos modelos, chegamos a um consenso e definimos que o mandato da diretoria não poderá ser superior a dois anos, sem direito a reeleição”, explicou o dirigente da ABRAPA.

Ao término das palestras, foram anunciados os vencedores do PRÊMIO LIDE AGRONEGÓCIOS 2017, distribuídos em cinco categorias. Os premiados foram: na categoria Comércio Agrícola, Amaggi, Bunge e SLC Agrícola; em Comunicação, Jovem Pan, TerraViva e Valor Econômico; na categoria Ensino, ESALQ – USP Piracicaba, Universidade Federal de Lavras e Universidade Federal do Rio Grande do Sul; em Inovação, Donmario, Embrapa e Fapesp-Finep; e em Insumos Agrícolas, Heringer, Mosaic Fertilizantes e Superbac.