Filhos de CEN 8969 EXEMPLO superam média

Um animal que comprovou o reconhecimento de um trabalho que busca equilíbrio, facilidade de parto, caracterização e modernidade que sempre marcam um grande raçador. Este foi o resultado da performance do Touro CEN 8969 EXEMPLO, cuja genética foi o grande destaque no leilão virtual ‘Seleções NeloreCEN’, realizado no dia 2 de junho. Filho de CEN Fajuta (CEN 1079 Talento), atualmente na Alta Genetics, CEN 8969 EXEMPLO teve três de seus primeiros produtos comercializados por uma média de R$ 16 mil, 40% acima da média verificada em todo o remate capitaneado pelo criador Carlos Eduardo Novaes, o Cadu Novaes.

O leilão obteve liquidez total e comercializou 85 touros e 25 fêmeas para 31 compradores de nove estados da Federação.  A média obtida pelos touros foi de R$ 11,5 mil.

“CEN 8969 EXEMPLO nasceu em setembro de 2013 e é fruto do trabalho de  seleção do NeloreCEN. Possui genealogia de muita consistência, sendo filho de Fajuta, uma das principais doadoras CEN. Isso ficou marcado pelos filhos dele adquiridos no leilão virtual, um atestado dado por quem mais entende desse tipo de investimento, que é o comprador. É a prova de toda a funcionalidade do CEN 8969”, analisa o Gerente de Corte Zebu da Alta Genetics, Rafael Jorge Oliveira.

Para que o resultado da produção seja eficaz, é necessário garantir que o manejo do gado interfira o mínimo possível na identificação de animais melhoradores. Além disso, o criador deve ter muita clareza das características que deseja selecionar para que possa imprimir de forma consistente ao longo do tempo, sem se perder com modismos. A produção de uma genética superior leva tempo e somente essa consistência permitirá que se chegue a um rebanho uniforme, em última instância, indício de que tais características serão predominantes na utilização dessa genética.

“Criamos e recriamos nossos animais totalmente a pasto e oferecemos suplementação proteica entre julho e outubro. Os machos destinados à venda são tratados nos 60 ou 90 dias que antecedem a comercialização, de forma que apresentem boa performance para serviço a campo. Nossa estação de monta é curta, de 65 dias. Isso nos ajuda a  fazer a seleção para fertilidade das matrizes”, esclarece Cadu Novaes.

O próximo leilão promovido pelo NeloreCEN vai ser realizado durante a Expogenética 2019, no dia 22 de agosto, na tradicional noite de quinta-feira. Serão ofertadas vacas doadoras de embriões, fêmeas de alta performance, tanto do criatório como de convidados,  e mais dez touros para repasse.

O NeloreCEN utiliza programas de melhoramento genético para auxiliar na avaliação do rebanho e para acasalamentos.

“Entretanto, jamais deixamos de ter em mente o tipo de gado que procuramos”, enfatiza Cadu, acrescentando que os princípios e critérios que regem a seleção NeloreCEN são os mesmos há mais de cinquenta anos e primam pela busca de animais rústicos, produtivos e funcionais.

Sobre o NeloreCEN – A história do NeloreCEN teve início em 1965. Desde o princípio, os trabalhos focaram prioritariamente o aumento da produtividade, preservando a caracterização racial, utilizando sempre as mais modernas técnicas – desde 1970, a inseminação artificial e, a partir de meados da década de 90, a transferência de embriões.

O criatório seleciona reprodutores e matrizes na Fazenda Crioula, em Valparaíso (SP), e tem seu rebanho avaliado por dois programas de melhoramento. A genética NeloreCEN está distribuída por todo o Brasil e em diversos países como Argentina, Paraguai, Bolívia, Peru, Colômbia, México, Angola e Moçambique.