Ian Hill fala ao Canal do Boi sobre a nova Jacarezinho

Ian Hill falou da nova fase da Jacarezinho e se mostrou bastante otimista em relação ao futuro. A nova Jacarezinho tem meta de produzir breve 4000 touros a partir das suas matrizes avaliadas.

Jacarezinho promove 29º Leilão de Touros

Marcos Molina dos Santos e  Marcos Fernando Marçal do Santos, novos controladores da Agro jacarezinho e Ian Hill, CEO da empresa.

Quem busca reprodutores com CEIP (Certificado Especial de Identificação e Produção) a oportunidade do ano acontece no 29º Leilão de Touros da Agropecuária Jacarezinho. Com transmissão ao vivo pelo AgroCanal, o evento será realizado no domingo, dia 24 de julho de 2016, na Fazenda Nova Terra, em Cotegipe (BA). Organizado pela Central Leilões, a AJ colocará para venda no pregão 10 touros TOP Teste de Progênie safra 2013 com CEIP, 260 touros safra 2013 com CEIP, 1000 bezerros safra 2015, 200 bezerras safra 2015, 150 novilhas (Kit AJ com 30 novilhas e 1 touro AJ), e 300 embriões Deca 1 (Top 10%), oriundos de touros de sua seleção.

Um dos principais criatórios fornecedores de reprodutores do Brasil, o leilão da AJ conta com o selo DEPPLUS (marca criada pela empresa para identificar animais ceipados e com DEPs Genômicas). “A Jacarezinho é uma empresa inovadora. Nós acreditamos na tecnologia como um componente imprescindível do melhoramento genético. Assim, criamos o conceito DEPPLUS. Trata-se de mais uma ferramenta oferecida pela Jacarezinho para ajudar na escolha do reprodutor. A DEPPLUS traz mais assertividade e segurança das informações de nossos touros ao mercado, elevando a acurácia dos resultados. Um touro jovem DEPPLUS pode, aos dois anos de idade, ter a mesma acurácia de um reprodutor já provado”, avalia Ian Hill, CEO da AJ.

O Leilão de Reprodutores da Jacarezinho é um dos mais tradicionais eventos comerciais da pecuária do país. “Neste leilão colocamos à venda o melhor da nossa safra de touros DEPPLUS utilizados em nossa estação de monta aqui na Bahia. É a certeza de retorno do investimento pelos pecuaristas que, assim como nós, investem na pecuária produtiva e de ciclo curto”, destaca Rafael Zonzini, gerente corporativo de pecuária da empresa.

Rafael Zonzini, gerente geral de pecuária e Bárbara Barros, gerente da unidade Nova Terra da Jacarezinho, na Bahia.

A AJ, uma das maiores produtoras de touros com CEIP do país, tem colocado no mercado reprodutores melhoradores a cada ano. A estação de monta é um período calculado na ponta do lápis por sua equipe técnica especializada, para que tudo ocorra de acordo com a programação – e com a expectativa dos clientes. A Jacarezinho realiza o melhor trabalho possível de melhoramento genético para oferecer safras de touros cada vez melhores. E é na estação de monta que esses produtos são avaliados de fato. A AJ trabalha com alto nível de pressão tanto para as matrizes quanto para os reprodutores. Dessa forma, são oferecidos animais melhoradores para contribuir positivamente para a produtividade na pecuária brasileira. Na Fazenda Nova Terra, a estação de monta começa em janeiro e se estende até meados de março do mesmo ano, uma vez que o período das águas acaba chegando um pouco mais tarde no oeste da Bahia. Com uma estação muito curta, é preciso impor alta pressão de seleção e somente as fêmeas mais férteis permanecem no rebanho.

Todos os touros usados no plantel da AJ possuem rígida análise genética. Anualmente, os reprodutores são submetidos ao exame andrológico, e somente os animais aptos são destinados à monta no rebanho. Além dos indicadores de desempenho, os touros usados pela AJ possuem avaliação genômica, com isso tem-se um considerável aumento na confiabilidade de todo o processo. Vale ressaltar que os touros genômicos atingem até 70% de acurácia, o que equivale a um touro já com produtos avaliados (touro provado).

Para obter o melhor resultado em termos de índice de prenhez, a Jacarezinho insemina cerca de 60% do volume total de fêmeas por IA (Inseminação Artificial) e por IATF (Inseminação Artificial por Tempo Fixo). As demais matrizes são submetidas à monta natural e monta controlada. Normalmente, os lotes de monta controlada são compostos por 50 fêmeas e um touro. Assim, a Jacarezinho consegue avaliar importantes características reprodutivas dos reprodutores.

Ainda está programada a FIV (Fertilização In Vitro) no núcleo de 150 doadoras AJ. A produção será de 5000 embriões oriundos desse seleto grupo de doadoras. Para ser uma doadora na Jacarezinho, a fêmea – além de ter altos índices na avaliação genética – precisa ter elevada acurácia. Ou seja, são apenas matrizes com mais de três produtos avaliados e todas DECA 1 (Top 10%). Essas fêmeas terão um desafio ainda maior após passarem pelo processo de coleta. Elas entrarão para a estação de monta para continuar sua produção tendo seus filhos avaliados com os demais contemporâneos da safra.

O evento já tem confirmados os seguintes patrocinadores: Bellman, Agroata/SIM pastagens, CRI genética, CRV lagoa, Projeto DOMA, Neogen/Deoxi e IVB.

Sobre a Agropecuária Jacarezinho

Referência no Brasil em seleção de Nelore com CEIP, no ano passado, a Agropecuária Jacarezinho foi adquirida por Marcos Molina, controlador da Marfrig Global Foods.
Com essa aquisição, além da unidade nos municípios de Wanderlei e Cotegipe (Fazenda Nova Terra), no oeste baiano, com incorporação das fazendas de Molina (São Sebastião, Sossego, Novo Horizonte no Pantanal Sul-Matogrossense, Jequitibá em Porto Feliz-SP e confinamentos em Goiás e Mato Grosso), a empresa passou a contar com um rebanho de 20.000 matrizes Nelore CEIP. Com isso, a meta é produzir, anualmente, de 3.000 a 4.000 touros com CEIP. Além de touros, a Jacarezinho produz e comercializa embriões, fêmeas, prenhezes, sêmen e bovinos para abate.
www.agrojacarezinho.com.br

Grupo Publique | publique.com
assessoria@publique.com

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com