ILP deve aumentar pressão na pecuária neste ano

André Pêssoa, da Agroconsult, afirma que queda no preço da reposição era a janela que agricultores esperavam para entrar na atividade

O esperado aumento na oferta de bovinos em 2017 tem levado à queda de cotações na pecuária, sobretudo nas categorias de bezerro e boi magro. De acordo com André Pêssoa, sócio-diretor da Agroconsult, esse movimento deve atrair um grande número de agricultores à atividade, por meio de sistemas de Integração Lavoura Pecuária (ILP).

“Essa era a janela que os agricultores esperavam para entrar na pecuária”, destacou o analista, durante o lançamento do Rally da Pecuária 2017. “Eles conseguirão pagar boa parte da implementação desse sistema só com a venda de milho das últimas safras”, acrescentou.

A chegada de mais gente ao mercado deve aumentar a concorrência na venda de animais aos frigoríficos, principalmente em função do perfil desses produtores. “Enquanto muitos pecuaristas são receosos em investir em tecnologia, o agricultor sabe que se não investir ele está fora da atividade. Eles devem adotar esse mesmo pensamento na pecuária e alcançar uma produtividade maior do que muitos pecuaristas tradicionais. O mercado vai punir que não usa tecnologia”, afirmou Pêssoa.

Confinamento – A redução no preço da reposição deve fomentar também o confinamento. Para Maurício Nogueira, coordenador de Pecuária da Agroconsult, é esperado o aumento de 12% a 15% no número de bovinos confinados em relação ao ano anterior, totalizando mais de 5 milhões de cabeças.

“Devemos ter um aumento de, no mínimo, 500.000 a 600.000 animais terminados nesse sistema. Essa projeção pode crescer ainda mais ao longo do ano”, destaca o analista.

Além dos animais alimentados no cocho, a estimativa leva em consideração também a Terminação Intensiva a Pasto (TIP), onde o produtor fornece a mesma quantidade de ração que o animal receberia em um confinamento, só que no pasto.

De acordo com as projeções da Agroconsult, devem ser abatidos mais de 40,4 milhões de bovinos em 2017, alta de 9,6% em relação ao ano anterior. A consultoria estima também que o preço da arroba do boi gordo caia de 7% a 12% até o fim do ano.

Fonte: Portal DBO

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com