Nelore no mais concorrido leilão do Vale do Araguaia

O 40º Mega Leilão Anual Carpa, “O Mega dos Megas”, será realizado em dois dias e reunirá o maior volume de animais de alta genética, de produção e de corte da história do criatório

Uma oferta para todos os gostos será protagonizada pelo plantel da raça Nelore, criado e selecionado pela Carpa Serrana.

No tattersal da Fazenda Cibrapa, localizada no município de Barra do Garças/MT, entrarão milhares de animais que representam da base comercial do melhor Nelore criado no Brasil até a ponta da pirâmide, que é formada por matrizes PO e touros melhoradores com altas avaliações genéticas e forte caracterização racial.

O 40º Mega Leilão Anual Carpa, “O Mega dos Megas”, unificou o tradicional leilão Anual Carpa e o famoso Mega Carpa e promete ser uma das maiores ofertas comerciais de 2019.

No dia 1º de setembro, no presencial do tattersal Cibrapa, que começa às 10h30, estão escalados 200 touros, 800 novilhas do rebanho comercial prenhes e três mil bezerros Carpa de corte. E, para a etapa virtual do dia 2, marcada para as 20h30, a oferta é de 200 matrizes PO da Carpa Serrana, além de novilhas prenhas e aptas à reprodução. “O gado comercial está impecável e destacamos o grande potencial para ganho de peso da bezerrada, preparada para chegar a 24 arrobas com 24 meses. Os bezerros de corte Carpa atendem às prerrogativas do boi ‘8, 8, 8’, que significa oito meses de cria, oito de recria e oito de terminação”, diz o gerente de pecuária Luís Otávio Pereira Lima, antes de destacar também o potencial genético dos reprodutores. “Os touros melhoradores, que fabricaram os bezerros comerciais, são diferenciados. Além de selecionados, todos os nossos reprodutores já trabalharam em uma estação de monta e serão vendidos conhecendo vaca, com experiência de campo e de cobertura”, afirma.

Com quase cinco décadas de seleção da raça Nelore, a Carpa comemora as 40 edições de realização de seu tradicional remate, agora revigorado no calendário da pecuária nacional. “O gado apartado para o ‘Mega dos Megas’ tem todas as qualidades necessárias para manter uma produção pecuária eficiente e lucrativa, além de deixar uma carga genética aprimorada nos rebanhos. Promover esse evento com uma oferta tão grande concentrada foi um grande desafio, mas nós gostamos disso e temos certeza de que o mercado vai corresponder positivamente. Isso estimula meu trabalho como criador e espero que também tenha o mesmo efeito para nossos amigos e parceiros”, conta Eduardo Biagi.

40º MEGA LEILÃO ANUAL CARPA “MEGA DOS MEGAS”

1º de setembro, 9h30, presencial
Recinto de Leilões Carpa – Fazenda Cibrapa, Barra do Garças (MT)
(200 touros, 800 novilhas prenhes, 3 mil bezerros Carpa)

2 de setembro, 20h30, virtual
(200 matrizes PO)

Assessorias: Carlos Marino Assessoria e Guto Assessoria
Leiloeiras: Central Leilões e Programa Leilões
Leiloeiros: Paulo Brasil e João Campo
Transmissão: Canal Rural

Sobre a Carpa – A Carpa seleciona Nelore há quase 50 anos e sempre foi um criatório inovador. Foi a primeira empresa pecuária do Brasil a fazer Transferência de Embriões, realizar abates técnicos na raça Nelore e utilizar receptoras Nelore em seus programas de reprodução assistida.

Na Cibrapa, unidade mato-grossense do criatório, um grande projeto de ILP (Integração Lavoura-Pecuária) é o destaque. São três mil hectares de área cultivados com soja e capim suficiente para fazer a recria do rebanho e, ainda, produzir 13 mil toneladas de silagem e 1,5 mil toneladas de feno de inverno, para melhorar significativamente os índices zootécnicos do gado.

O trabalho da Carpa é considerado um dos melhores e de mais relevância do Brasil, também quando o assunto é novilho precoce e animais de alta qualidade. Com um rebanho de mais de 30 mil cabeças, o criatório ganhou notoriedade por unir o conceito de melhoramento com base em avaliações genéticas ao de seleção morfológica. As unidades Fazenda Fazendinha, em Serrana/SP, e Cibrapa, localizada em Barra do Garças/MT, são modelos na implantação de tecnologias e conceitos de sustentabilidade como sistemas integrados de produção.