Precocidade do gado Nelore é marca da Genética Aditiva

O Fala Carlão! foi até a Genética Aditiva, vanguarda no país na adoção de tecnologias modernas voltadas para o melhoramento genético, para revelar, em primeira mão, os dados referentes à precocidade reprodutiva de seu rebanho. E os resultados são incríveis.

Para a especialista em reprodução do grupo, Roberta Gestal de Siqueira, a conclusão mostra que os mitos sobre a precocidade sexual do Nelore caem por terra.

“Alcançamos um índice de 85% de prenhez em fêmeas de 12 a 16 meses na primeira estação de monta. Ou seja, na Genética Aditiva as novilhas são emprenhadas na mesma estação das mães”, explicou ao âncora do programa Carlos Alberto da Silva, o Carlão da Publique.

Para se ter ideia do feito, a idade considerada ideal para a novilha nelore ter sua primeira cria é aos 24 meses.

Os resultados completos serão apresentados durante o Dia de Campo da fazenda no dia 3 de junho.

Um rebanho de prenhezes precoces garante resultados positivos para o desempenho econômico da fazenda, pois a precocidade leva ao adiantamento do período reprodutivo. Além disso, a seleção precoce de touros proporciona a aceleração do melhoramento genético do rebanho, via principalmente à diminuição do intervalo entre gerações.

Iniciado em 1999, o trabalho em precocidade sexual da Genética Aditiva virou uma bandeira da empresa.

Nos machos, por exemplo, a ultrassonografia de testículo ocorre na desmama e o resultado para precocidade é de bezerros produzindo sêmen a pasto antes de completar o primeiro ano de vida.

O destaque é o touro superprecoce Espião 007, que começou a dar sêmen com 11 meses.

“O produto foi congelado e durante a estação de monta inseminamos as fêmeas e hoje temos vacas prenhas dele”, revelou Siqueira.

Segundo ela, foram identificados outros touros jovens com a precocidade similar a de Espião.

“Nosso objetivo é encurtar o intervalo de gerações”, afirmou.

Acompanhe a entrevista completa na página do Fala Carlão! no youtube:

https://www.youtube.com/watch?v=PAgWiTBwwfk

ou no Blog do Fala Carlão! no site do Canal Rural:

http://blogs.canalrural.com.br/falacarlao/2017/04/11/conheca-estudo-que-tritura-preconceitos-respeito-da-raca-nelore/

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com