SBC Certificações é destaque do Giro do Boi

O Serviço Brasileiro de Certificação (SBC), empresa líder do mercado nacional quando o assunto é exportação de carne bovina para o mercado europeu, foi destaque do programa “Giro do Boi” desta segunda-feira, dia 29, no Canal Rural. O sócio diretor da SBC e zootecnista Sérgio Ribas conversou com o apresentador Mauro Ortega sobre o volume de animais rastreados no Brasil, o momento favorável das exportações e o tamanho deste negócio atualmente, com o país marcando 1.700 fazendas habilitadas para este tipo de exportação, que somam um rebanho de 4,5 milhões de cabeças rastreadas.

Segundo Ribas, não é a apenas a premiação da indústria por animal rastreado, geralmente de cerca de R$2/@, que chama a atenção do pecuarista. A gestão da propriedade também é impactada de modo positivo, pois requer disciplina, controle, gestão, mudanças de cultura. Sérgio ainda detalhou o passo a passo para o pecuarista que quer aproveitar esta oportunidade de melhorar a gestão e agregar valor ao seu produto final através da rastreabilidade.

“O protocolo de certificação começa com um cadastro básico na sua propriedade. Então o produtor faz todo o cadastro de sua propriedade, faz o pedido dos brincos e aí vai ele vai fazer um inventário da sua fazenda. Como você é obrigado a certificar 100% do gado, você já começa a sua gestão. Depois, o pecuarista vai chamar a certificadora que ele escolher e nós vamos fazer uma inspeção conforme a instrução do Sisbov. Aí, sim, encaminha para o certificado, aguarda os prazos que devem ser aguardados e então comercializa os animais com o frigorífico para a Europa. Com as contas que fiz, independentemente da tecnologia que ele vai agregar e os custos que ele vai assumir, acima de 200 animais abatidos ao ano as contas já são positivas”, cravou.

http://www.girodoboi.com.br/destaques/exportacao-em-alta-aumenta-demanda-por-animais-rastreados/