Tour de Confinamento Tortuga | DSM envolverá 2 mil pecuaristas

A Tortuga | DSM, empresa referência em suplementos nutricionais para ruminantes, lançou nesta terça-feira (dia 8), na nova sede da Associação Nacional de Pecuária Intensiva (Assocon), em São Paulo (SP), a terceira edição do Tour DSM de Confinamento. Para este ano, a companhia prevê a realização de 14 eventos (12 etapas, mais abertura e encerramento) com participação de mais de 2 mil pecuaristas em nove Estados que estão entre as principais regiões produtoras de gado de corte do País: São Paulo, Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Sergipe, Maranhão, Rio Grande do Sul e Paraná.

Para o diretor de marketing na área de ruminantes da DSM, Juliano Sabella, o tour servirá para mostra aos pecuaristas os resultados da aplicação das tecnologias da empresa sobre os índices zootécnicos dos bovinos confinados.

“Nós dobramos o número de etapas para mostrar que as tecnologias podem ser acessadas por pecuaristas de todos os tamanhos, desde que ele invista da maneira correta”, disse Sabella.

Sabella, no lançamento do Tour

Também participarão da iniciativa, pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq-USP), que irão mensurar os índices econômicos da atividade em cada uma das propriedades visitadas.

A jornada terá inicio na próxima sexta-feira, 11 de agosto, com a visita de um confinamento em Alvares Florence, SP. O encerramento deve acontecer na primeira semana de novembro, provavelmente, na sede da Esalq/USP, em Piracicaba, SP.

“No ano passado, mesmo com os altos preços de insumos, todas as propriedades visitadas conseguiram margem positiva. Neste ano, a expectativa é que os resultados sejam melhores ainda”, adiantou o gerente de confinamento da DSM, Marcos Baruselli.

Tecnologia exclusiva gera 1 arroba a mais por animal confinado

Resultados das avaliações realizadas nas edições anteriores mostram que os suplementos nutricionais da Tortuga | DSM para ruminantes terminados no confinamento, como o Fosbovi® Confinamento com CRINA® e RumiStar™, geram animais com uma arroba a mais por bovino, em média. “Os produtores ganham o equivalente a um animal a cada 18 bovinos confinados”, comenta o gerente nacional de Confinamento da Tortuga | DSM, o zootecnista Marcos Baruselli, que cita ainda outros benefícios: melhor eficiência alimentar, redução das taxas de problemas gastrointestinais, como diarreias ou timpanismo; rápida adaptação dos animais; menor taxa de refugo de cocho; aumento do consumo de ração desde os primeiros dias de confinamento; eficiência na digestão; e menor incidência de animais com laminites e acidose. “São benefícios que se estendem para toda a cadeia da carne, partindo dos produtores, passando pela indústria frigorífica e chegando até aos consumidores”, reforça.

Os produtos da empresa para bovinos terminados em confinamento foram desenvolvidos a partir de novos conceitos em nutrição mineral e vitamínica e funcionam como uma equilibrada associação de macro e microminerais, incluindo o cromo orgânico, vitaminas lipossolúveis e hidrossolúveis (biotina) e aditivos naturais, como leveduras vivas (CRINA® e RumiStar™), aliados aos Minerais Tortuga.

Mais informações sobre as tecnologias e agenda do Tour DSM de Confinamento em: www.furacaotortuga.com.br

Fonte: Grupo Publique

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com