VIII CLANA: eficiência e sustentabilidade!

Uma convocação pela evolução sustentável da nutrição animal e a produção de alimentos. E a fé de que o Agronegócio brasileiro vai permanecer crescendo em produção, consumo, exportação, sem deixar de lado proteção ambiental e intensos investimentos em tecnologia. Assim foi o início dos trabalhos do VIII Congresso Latino-Americano de Nutrição Animal (CLANA), realizado no Expo D.Pedro, em Campinas (SP). Até quinta-feira, o evento reúne especialistas de países da América Latina, União Europeia e Estados Unidos, em 41 palestras, oito apresentações comerciais e mostra de trabalhos científicos, sendo o mais importante evento do setor na América Latina, tendo realização do Colégio Brasileiro de Nutrição Animal (CBNA) e Associação Mexicana de Especialistas em Nutrição Animal (AMENA).

Na cerimônia de abertura, os presidentes do Colégio brasileiro. Godofredo Miltenburg, e mexicano, Diego Varela, afirmaram que os pesquisadores e profissionais da indústria já estão sintonizados na necessidade de alimentar dez bilhões de pessoas até 2050 e melhorar o desempenho animal nos diversos segmentos, mas devem trabalhar de olho nos recursos do planeta e em soluções eficientes, mas sustentáveis ambientalmente. “É um compromisso que já vem sendo cumprido há um bom tempo”, acrescentou Miltenburg.

Já Roberto Roberto Betancourt, presidente do Sindicato Nacional das Indústrias de Alimentação Animal (Sindirações), destacou que o Brasil necessita urgente de um Regulatório mais moderno, digitalizado e menos burocrático. “É um absurdo que tenhamos que esperar até oito anos para ver aprovada uma fórmula, uma molécula nova”, criticou. Na sequência, a primeira palestra foi do Chefe Adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Pecuária Sudeste, Alexandre Berndt, que tratou do tema central do simpósio, “Produção sustentável de alimentos”. “O Brasil construiu uma nova e diferente Agricultura no mundo, utilizando a Ciência. Sem falar que temos. E nas próximas décadas vamos crescer ainda a mais, agora com o reforço da informática e das integrações, que vêm dando outro modelo para as fazendas agrícolas e pecuárias do país”, explicou Berndt. Ele também elencou os driver’s que vão marcar as novas revoluções do Agro Brasil: o protagonismo do consumidor; mudanças climáticas, convergência tecnológica, agregação de valor nos mercados agrícolas, intensificação e sustentabilidade, os riscos na agricultura, automação, IoT e precisão.

A manhã terminou com a apresentação do painel ‘Saúde Intestinal e Imunidade’, com um debate sobre “Nutrição e produção sustentável de alimentos”, encabeçado pelo mestre e doutor em Nutrição Animal da Georg-August University, na Alemanha, e pós-doutorado na Universidade de Alberta, no Canadá, John Htoo. E a palestra do PhD em Nutrição Animal pela Universität Hohenheim, na Alemanha, Stefan Jakob, que abordou “Saúde intestinal, nutrição e imunidade”. À tarde, as salas serão divididas em quatro: Aves, Suínos, Bovinos e Garantia da Qualidade. Nas salas de aves e suínos, a programação segue com um Painel de Saúde Intestinal e Imunidade.

Nos próximos dois dias, o simpósio vai debater os principais desafios e oportunidades em nutrição de monogástricos e ruminantes com a finalidade de contribuir com a formação de profissionais e o desenvolvimento das cadeias produtivas.

Apoio – O VIII CLANA tem o apoio de patrocínio de importantes empresas do setor, como Adisseo, AB Vista, APC, Basf, Biorigin, Bühler, CHR Hansen, DuPont, Evonik, FS Bioenergia, H&N International, ICC, Novus, OPP Group, Pancosma, Phileo Lesaffre, Sindirações e Trouw Nutrition.

Parceria de divulgação da Revista AgroRevenda. Além do apoio da Associação Paulista de Criadores de Suínos (APCS) e da Associação dos Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul (ACSURS).

Acompanhe as apresentações do VIII CLANA: 

DIA 16 DE OUTUBRO

Sala de Aves: O professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Sérgio Vieira, abre a programação, a partir das 14h30, com um debate sobre “Alterações de formulações das dietas para frangos de corte que impactam a saúde intestinal”. Na sequência, o professor da faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da USP – Campus de Pirassununga (FZEA/USP), Lúcio Araújo, vai discutir “Imunonutrição em aves”. E a partir das 17h haverá Espaço Promocional, com palestras simultâneas realizadas nestas quatro salas, pelas empresas Adisseo, APC, Evonik e Trouw Nutrition.

Sala de Suínos: A programação científica começa às 14h30 com um debate sobre “O estresse da desmama e a permeabilidade intestinal”, encabeçado pelo pesquisador da Iowa State University, nos Estados Unidos, Joy Campbell. Em seguida, o professor da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Geraldo Alberton, vai discutir “Nutrição e imunidade: saúde intestinal em suínos”.

Sala de Bovinos: Uma apresentação sobre “Manejo alimentar de vacas leiteiras em sistemas de produção com ordenha robotizada” vai abrir o programa desta sala, às 14h30, realizada pelo nutricionista de bovinos leiteiros com doutorado em Ciência Animal e Pós-Doutorado em Nutrição de Ruminantes pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq/USP), Alexandre Pedroso. A partir das 15h30, o debate segue sobre “Nutrição de vacas leiteiras para máxima longevidade e produtividade”, encabeçado pela pesquisadora da Universidade Federal de Lavras (UFLA), Marina Danes.

Na sala Garantia da Qualidade e Regulatório: Especialista em nutrição animal, Ricardo Utishiro, vai abrir a programação desta sala, às 14h30, com a palestra “Evolução da nutrição animal: da bancada para a produção animal 4.0”. Em seguida. O especialista em NIR, Robson Patto, vai apresentar o tema “Desvendando a tecnologia NIR e suas aplicações em Nutrição Animal”.

DIA 17 DE OUTUBRO

A programação desta quarta-feira começa às 8h com visitação aos trabalhos científicos. Nas salas de aves e suínos haverá um Painel Nutrição 4.0 a partir das 9h.

Sala de Aves: O pesquisador da Purdue University, nos Estados Unidos, Layi Adeola, abre o programa científico às 9h com um debate sobre “Fósforo e cálcio digestível em aves”. Logo depois, o pesquisador da Universidade Federal de Goiás (UFG), Regis Kamimura, vai abordar “Novas proteínas: insetos”. E, na sequência, o nutricionista Vitor Hugo Brandalize vai destacar a “Influência da nutrição animal na qualidade da carne”. No período da tarde, a programação volta às 14h, com uma discussão sobre “Suplementação de vitaminas na avicultura: o que a indústria está fazendo?”, realizada pelo doutor em nutrição animal Michael B. Coelho.

A partir das 15h, a programação será aberta para a apresentação de trabalhos científicos. Às 16h30, o médico veterinário pela Universidad de Zaragoza, na Espanha, Xabier Arbe, vai ministrar a palestra “Como preparar nutricionalmente a poedeira para chegar a 100 semanas de idade em produção”.

A partir das 17h30 as quatro salas terão palestras simultâneas do Espaço Promocional realizado pelas empresas: Adisseo, Basf, DuPont e Evonik.

Sala de Suínos: O pesquisador da Embrapa Suínos e Aves, Gustavo Lima, vai abrir a programação às 9h com um debate sobre “Imunocastração e ractopamina”. Em seguida, as discussões seguem com o tema “Suplementação de vitaminas na suinocultura: o que a indústria está fazendo?”, com o doutor em nutrição animal, Michael B. Coelho. Logo depois, o pesquisador da Purdue University, Layi Adeola, vai falar sobre “Fósforo e cálcio digestível em suínos”. A partir das 14h, o tema “Novas proteínas: insetos” será abordado pelo pesquisador da Universidade Federal de Uberlândia, Regis Kamimura. A programação do encontro será aberta, a partir das 15h, para a apresentação de trabalhos científicos. A partir das 16h30, o pesquisador da Aarhus University, na Dinamarca, Bach Knudsen, vai destacar “Uso de fibra na nutrição de suínos”.

Sala de Bovinos: O programa técnico será aberto às 9h com um debate sobre “Aminoácidos para vacas leiteiras no período de transição: benefícios para a saúde e desempenho”, encabeçado pelo pesquisador Antonio Estefan Garcia. Logo depois, o especialista em ciência animal pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), em Portugal, Leonel Leal, vai destacar “LifeStart: influência da nutrição na fase jovem e o impacto no desempenho de vacas leiteiras”. Em seguida, o professor da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Rodrigo de Almeida, apresentará “Nutrição de precisão em gado de leite”. A partir das 14h, o especialista com pós-doutorado em Ciência da Carne pela Iowa State University, nos estados Unidos, Pedro Veiga, vai debater “Nutrição de precisão em gado de corte”. A partir das 15h haverá apresentação de trabalhos científicos. E a partir das 16h30, o pesquisador da Embrapa Pecuária Sudeste, Alexandre Berndt, ministrará a palestra “Emissão de metano: uma revisão”.

Sala Garantia da Qualidade e Regulatório: O especialista em nutrição animal, Felipe Corrêa Soares, abre o programa científico a partir das 9h, com um debate sobre “NIR in line”. Em seguida, o pesquisador da Embrapa Pecuária Sudeste, Gilberto de Souza, vai abordar “Ferramentas estatísticas de aplicação no laboratório: por que os laboratórios erram?”. Logo depois, o pesquisador da Embrapa Pecuária Sudeste, Gilberto de Souza, vai discutir “Análises bromatológicas de produtos de origem vegetal e animal: quais os métodos, como interpretar e utilizar resultados, vantagens e desvantagens de métodos e análises e interferências nos resultados”. A partir das 14h, o tema “Variação analítica” será debatido pela Oneida Vieira, química pela UNAERP, e pela farmacêutica especialista em controle de qualidade Valéria Rodrigues. Às 15h, a programação segue com a coordenadora da unidade de Alimentos do Serviço Agrícola e Pecuário (SAG) do Chile, Mônica Contreras, com uma apresentação sobre o “Cenário regulatório para importação e exportação: visão Chile”. A coordenadora de Fiscalização de Produtos para Alimentação Animal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Fernanda Tucci, encerra a programação desta quarta-feira com a palestra “Cenário regulatório para importação e exportação – visão Mapa”.

Dia 18 de outubro

O programa técnico começa às 9h, com um Painel Nutrição e Bem-estar nas salas de Aves e Suínos.

Sala de Aves: O zootecnista e gerente de nutrição do Grupo Mantiqueira, André Carreira Carlos, abre a programação do último dia desta sala com um debate sobre “Nutrição para frangas de postura Cage Free”. Em seguida, o médico veterinário pela Universidad Nacional Autónoma de México com doutorado pela University of Guelph, no Canadá, Ricardo Esquerra, vai destacar “Stress calórico e aminoácidos para aves”. Logo depois, o médico veterinário pela Universidad de Zaragoza, na Espanha, e especialista em nutrição animal, Xabier Arbe, vai discutir “Fibra na nutrição de aves”.

Sala de Suínos: O consultor do OPP Group, na Espanha, Carlos Martinez, abre os debates, às 9h, com o tema “Nutrição de fêmeas em baias coletivas”. Na sequência, o pesquisador da Unesp – Campus de Jaboticabal, Luciano Hauschild, vai abordar “Stress calórico e aminoácidos para suínos”. Logo depois, o professor da University of Minnesota, nos Estados Unidos, Jerry Shurson, vai ministrar a palestra “Uso de DDGS na alimentação de suínos”.

Sala de Bovinos: O professor da Universidade de Buenos Aires, na Argentina, Darío Colombatto, vai abrir a programação com um debate sobre o “Uso de modificadores da função ruminal”. Em seguida, o professor da Unesp – Campus de Jaboticabal, Ricardo de Andrade Reis, vai discutir “Como a pecuária pode contribuir com a redução no desmatamento e mitigação de gases do efeito estufa”. O programa técnico será encerrado pelo professor da Faculdade de Engenharia de Alimentos da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), Pedro Eduardo de Felício, com a palestra “Qualidade da carcaça e da carne bovina no Brasil”. A partir das 12h30 haverá entrega de Prêmios de Trabalhos Científicos e Encerramento.

Apoio – O VIII Clana tem o apoio de patrocínio confirmado de algumas das mais importantes empresas do setor, como Adisseo, AB Vista, APC, Basf, BTA Aditivos, Bühler, CHR Hansen, DuPont, Evonik, FS Bioenergia, H&N International, ICC, Novus, OPP Group, Pancosma, Phileo Lesaffre, Sindirações e Trouw Nutrition. A organização do evento já tem a parceria de divulgação confirmada de algumas das principais mídias do setor, como jornal O Presente Rural, Revista Feed&Food, Revista AgroRevenda, Revista Pork, Revista Ave, Revista Beef, Revista AviSite, Avicultura Industrial e Suinocultura Industrial.